Você realmente sabe trabalhar em equipe?

(Sônia Pedreira de Cerqueira)

trabalho_em_equipe

Com o texto de hoje vou lançar uma reflexão sobre os relacionamentos no trabalho em equipe. Gosto de refletir sobre os trabalhos em equipe porque eles reúnem componentes que desafiam os “nervos humanos” como pessoas, tempo, custo, prazo e egos.

Dizem que as equipes alcançam de maneira mais fácil as metas estabelecidas do que um indivíduo sozinho. Na verdade são atribuídas verdadeiras maravilhas aos trabalhos em equipe. Mas afinal o que é uma equipe senão a união de vários “indivíduos sozinhos”.

É esta união da individualidade que enriquece as empresas e os trabalhos em equipe.
Mas não são todas as pessoas que estão preparadas para expor sua individualidade de forma construtiva no trabalho em equipe. Tal trabalho envolve a satisfação e insatisfação das pessoas, o destaque de alguns e o anonimato de outros, sentimentos positivos e negativos, segurança psicológica para opinar e recusar opiniões e o mais importante de todos, o respeito.

Mas no meio de sensações, sentimentos e pensamentos tão diversos penso se realmente estamos preparados para lidar com aquelas situações que nos são adversas. Vejo pessoas adultas e inteligentes terem comportamentos absurdamente desproporcionais frente às adversidades e frustrações em projetos nos quais estão trabalhando, causando desunião e descrença do resto da equipe.

Para trabalhar em equipe precisamos conhecer nossos sentimentos, reações e porque reagimos. Uma pessoa que não conhece o mínimo de si mesma e ainda é dotada de um lado egocêntrico sobressaltado pode destruir o trabalho e a motivação de uma equipe.

O bom trabalho em equipe pressupõe que as pessoas coloquem o lado egocêntrico para descansar um pouco e se invistam de sentimento de empatia tais como: ouvir com humildade, colaborar com amor, aceitar posições controversas sem rancor e, principalmente, discordar com educação.

Já refletiu como estão seus comportamentos e sentimentos no trabalho com seus colegas? Pense nisso nestes próximos dias, afinal, se perceber é o primeiro passo rumo à melhoria.

4 pensamentos sobre “Você realmente sabe trabalhar em equipe?

  1. Que texto brilhante!!!
    Colocar o lado egocêntrico de lado, no trabalho em equipe pode não ser fácil, mas concerteza gera bons resultados… A questão que mais dificulta é o ambiente competitivo no local de trabalho, sentimento que comanda na maioria das empresas. Um bom gestor resolveria essa faceta, porque ele não elogiaria simplesmente o funcionário á frente, mas também os demais envolvidos.

    – Trabalhei em uma empresa e conversava muito com a gerente do meu setor, conversávamos sobre as rotinas e o que poderíamos fazer para dar progresso ao nosso trabalho, como eu era novato na empresa e já tinha trabalhado no mesmo setor em outra empresa, tinha uma visão diferente das coisas, e como diz um ditado; “enxerga melhor quem vem de longe do que quem está perto.” Resultado: dei varias idéias, mudamos as rotinas e fui descobrindo com o passar dos dias que ela levava todo o mérito pelas novas rotinas, no início não liguei muito, achei que ela até precisava daqueles elogios porque não era uma profissional tão capaz quanto ‘pousava’. Porem ela começou a crescer autoritariamente comigo, ela agia como se eu fosse imaturo e ela madura profissionalmente. Pela logica era exatamente ao contrário. comecei a ‘bater de frente’ com ela e infelizmente precisei sair porque aquilo que antes era só um incomodo, virou perseguição, e não tinha paz para trabalhar, em fim não deu certo e sair da empresa.
    O ego tira a beleza das pessoas e elas nem percebem, os ‘grandes’ gostam de lidar com os ‘menores’ para se sentir satisfeitos, infelizmente esse é um ciclo universal…

  2. Excelente – o trabalho em equipe é uma grande terapia e um propulsor para nosso desenvolvimento humano e social, lembro dos trabalhos escolares, passamos a ser mais sociável e ter uma ideia melhor de grupo e amizade e sentimos mais forte. Fui Escoteiro quem não conhece deveria conhecer o ESCOTISMO – “É um movimento mundial, educacional, voluntariado, apartidário, sem fins lucrativos. A sua proposta é o desenvolvimento do jovem, por meio de um sistema de valores que prioriza a honra, baseado na Promessa e na Lei escoteira, e através da prática do trabalho em equipe e da vida ao ar livre, fazer com que o jovem assuma seu próprio crescimento, tornar-se um exemplo de fraternidade, lealdade, altruísmo, responsabilidade, respeito e disciplina”.

Escreva aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s