Entenda os anti-inflamatórios

(Maria Helena Fantinati)

anti

Os anti- inflamatórios estão entre os medicamentos mais prescritos do mundo devido a sua diversidade de indicações.

Atuam no combate à inflamação, cujas manifestações clínicas são:

  • calor: decorrente do aumento da temperatura corporal local
  • Rubor: decorrente do aumento de fluxo sangüíneo local
  • Edema ( inchaço ) decorrente da saída de líquidos dos vasos sangüíneos.
  • Dor: provocada pela liberação de substâncias químicas.
  • Perda de função: perda ou alteração de função no tecido lesado.

 

Para fins didáticos, esta classe de medicamentos foi dividida em dois grandes  grupos: os anti- inflamatórios não esteróides, os chamados AINES e os corticóides.

Os AINES são um grande grupo de substâncias quimicamente diferentes, mas que possuem as mesmas propriedades terapêuticas. Possuem ação   analgésica, anti-pirética ( combatem à  febre ) e anti- inflamatória.

São exemplos destes anti-inflamatórios: diclofenaco, ibuprofeno, indometacina, naproxeno, piroxicam, tenoxicam, cetoprofeno, entre outros.

Alguns destes medicamentos  são isentos de prescrição médica,  o que levou a população a ter acesso fácil a eles.

Consequentemente, os AINES  ocupam   o terceiro lugar entre os medicamentos mais utilizados na automedicação, sendo também uma das classes de medicamentos que mais intoxica.

De forma simplificada, pode-se dizer que o processo anti-inflamatório ocorre a partir da lesão do tecido por agentes  agressores físicos, químicos ou biológicos.

Eles induzem as células de defesa ou do próprio tecido  a liberarem substâncias que chamamos de mediadores químicos, que iniciam o processo inflamatório.

A inflamação pode ser aguda ou crônica conforme seu tempo de duração seja respectivamente curto ou longo.

Geralmente, a causa da inflamação aguda é um agente externo, enquanto que na crônica muitas vezes é o próprio organismo que a desenvolve, ficando claro que há uma grande  influência do estado emocional do paciente que a desenvolveu.

É importante esclarecer a diferença entre infecção e inflamação.

Na infecção há sempre um microrganismo causador da doença que vai desencadear uma série de  reações do sistema imunológico para tentar expulsar o invasor. Tais reações incluem o processo inflamatório, mas não se limitam a ele.

O uso inadequado de anti-inflamatórios pode “mascarar” uma infecção ou até inibir uma resposta do organismo ao agente invasor. Portanto, nunca use este tipo de medicamento sem a orientação médica.

Os AINES atuam inibindo ou retardando o processo inflamatório, aliviando a dor, a febre e reduzindo o edema presente em algumas patologias como as doenças reumáticas e osteoarticulares.

É importante esclarecer que a inflamação surge como uma esposa fisiológica do organismo a uma lesão dos tecidos e seus sinais e sintomas, por mais desagradáveis que sejam, contribuem para a defesa e recomposição destes mesmos tecidos. Por  este motivo, a maioria das utilizações dos AINES são questionáveis, como no caso da hipertermia  ( aumento da temperatura corporal ).

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a hipertermia pode ser a manifestação da defesa orgânica, e não deve ser prontamente atacada na ausência de comprometimento do estado geral do paciente. Esta observação é válida também para os edemas,  exceção feita aos casos de edemas graves como os   cerebrais, pulmonares, cardíacos e viscerais.

Os AINES são medicamentos que  podem provocar efeitos  adversos  graves e estão associados ao aumento do risco de complicações cardiovasculares, de acidente vascular e hipertensão,

Devem ser evitados quando o paciente possui lesões cardíacas, renais, doenças gastrointestinais e distúrbios na coagulação sangüínea.

Apesar de ser uma importante conquista no tratamento da inflamação, os AINES devem  ser usados  de forma racional e com muita cautela para que o objetivo seja alcançado sem trazer outros danos a saúde do paciente.

Fonte: Revista do Conselho Regional de Farmacia de São Paulo, fascículo IX.

 

 

 

 

 

Escreva aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s